Nova Ortografia da Língua Portuguesa

A nova ortografia que passou a vigorar este ano, trás poucas mudanças para a Língua Portuguesa falada no Brasil; só 6% das nossas palavras sofrerão mudanças, nos demais paise, Portugal por exemplo, será afetado 1,6% das palavras.
O arcodo ortográfico faz-se necessário para que o portugês tenha uma hegemonia, sendo asssim, mais fácil para os estrangueiros compreende-lo.
O que muda no Brasil:

TREMA: Deixará de existir em todas as palavras (ex: lingüiça será escrito como “linguiça”), com exceção para nome próprios.
HÍFEN: Não será mais usado nos seguintes casos:
- Quando o primeiro elemento termina em vogal e o segundo elemento começa com uma vogal diferente (Ex: extra-escolar será escrito como) “extraescolar”;
- Quando o segundo elemento começar com r ou s. Nesse caso, a primeira letra do segundo elemento deverá ser duplicada (Ex: anti-semita e contra-regra serão escritos como “antissemita” e “contrarregra”;
- Outra regra para o hífen é a de incluí-lo onde antes não existia, nos casos em que o primeiro elemento finalizar com a mesma vogal que começa o segundo elemento (ex: microondas e antiinflamatório serão escritos como “micro-ondas” e “anti-inflamatório”.
ACENTO DIFERENCIAL: Não se usará mais o acento para diferenciar:
- “pêra” (substantivo - fruta) e “pera” (preposição arcaica)
- “péla” (flexão do verbo pelar) de “pela” (combinação da preposição com o artigo)
- “pára” de “para” (preposição)
- “pêlo” de “pelo” (combinação da preposição com o artigo)“pólo” (substantivo) de "polo" (combinação antiga e popular de “por” e “lo”)
ACENTO CIRCUNFLEXO: Deixará de existir em:
palavras que terminam com hiato “oo” (Ex: vôo e enjôo serão escritos como “voo” e “enjoo”)
terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos dar, ler, crer e ver (ex: Lêem, vêem, crêem e dêem serão escritos como “leem”, “veem”, “creem” e “deem”)
ACENTO AGUDO:
- Será abolido em palavras terminadas com “eia” e “oia” (ex: idéia e jibóia serão escritos como “ideia” e “jiboia”.
- Nas palavras paroxítonas, com “i” e “u” tônicos, quando precedidos de ditongo. Exemplos: “feiúra” e “baiúca” passam a ser grafadas “feiura” e “baiuca”
- Nas formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com “u” tônico precedido de “g” ou “q” e seguido de “e” ou “i”. Com isso, algumas poucas formas de verbos, como averigúe (averiguar), apazigúe (apaziguar) e argúem (arg(ü/u)ir), passam a ser grafadas averigue, apazigue, arguem
ALFABETO: O alfabeto agora contará com as letras “k”, “w” e “y”, somando um total de 26 letras.

A mudança em Portugal é:


- Será extinto o uso do “c” e do “p” em palavras em que essas letras são mudas (ex: acção, óptimo e acto serão escritos como no Brasil: “ação”, “ótimo” e “ato”).
- Também será extinto o “H” de palavras como herva e húmido, que também serão escritas como no Brasil: “erva” e “úmido”.


Apesar de ser um acordo entre os países que falam português, essa reforma ainda permitirá a dupla grafia de palavras que são pronunciadas com entonação diferente em diferentes países.
No Brasil, por exemplo, fenômeno se escreve com acento circunflexo, enquanto em Portugal se usa o acento agudo (fenómeno), e além de escrita de forma diferente é também pronunciada de forma diferente. Em casos como esses, serão aceitas ambas as grafias.

William

Comentários